Notas do autor: do passado distante à Terra dos Cornos


Confesso: quando comecei a escrever a lenda do rei-destino para o site, não esperava que fosse me delongar tanto. A ideia era apresentar toda a história em um único texto, mas quando este começou a ficar grande demais, achei melhor dividi-lo em partes.


Como consequência não-intencional, desviei-me um pouco do objetivo mais imediato do site, que é tratar de assuntos mais próximos a Zé Calabros na Terra dos Cornos, o primeiro livro das Crônicas Anímicas.


O leitor pode ter se perguntado: "afinal, qual a relação da lenda do rei-destino com a sinopse do livro? Onde estão os cangaceiros? Os coronéis? E a caatinga e o sertão?"


Bem, visto que não quero dar spoilers antes de lançar a obra, sou forçado a abordar apenas aspectos periféricos a ela, e a lenda do rei-destino é extremamente importante para se compreender o mundo de Anima. Veja a Introdução à Terra dos Cornos e notará: os eventos do rei-destino ocorreram num passado muito distante, mas suas consequências não foram trivializadas pelo tempo.


Em Zé Calabros na Terra dos Cornos, a lenda não é abordada diretamente, apenas mencionada aqui e acolá. Lê-la não é essencial para compreender a obra, mas conhecê-la dará um sentido mais profundo a vários pontos da trama.


Nas semanas vindouras, voltarei a tratar de assuntos mais próximos à história do livro, mas infelizmente não abordarei diretamente a Terra dos Cornos. O passado desta pequena nação é parte da trama, de modo que manterei seus segredos por ora.


Enquanto isso, caro leitor, apenas saiba: após o renascimento do mundo, uma região seca e isolada passou a ser chamada de Terra dos Cornos. Dali, entre conflitos de coronéis e cangaceiros, virá um homem chamado Zé Calabros. Será através dos olhos dele (e de um outro personagem do qual não falarei ainda) que você conhecerá as maravilhas do mundo de Anima.


Teremos mais novidades em breve, mas encerro agora com a passagem que abre a história de Zé Calabros na Terra dos Cornos:


Aprochegue-se, meu amigo, pois tenho uma história a contar. É a história de um santo com um caminho a trilhar. Vou falar-lhe sobre um Zé, um homem peregrino, Com uma força capaz de desafiar o destino. Essa história não é de agora não, ela vem lá de trás. Comecemos com ele menino, antes de tornar-se um rapaz...

Livro Atual
Zé Calabros na Terra dos Cornos
Categorias
RSS Feed
Posts Recentes
Procure por Tags
Procure por Mês
  • Facebook Black Round
  • Twitter Black Round

As Crônicas Anímicas

© 2016 Tiago Moreira